Serviço de carro compartilhado: entenda o que é e como funciona
20 jul

Serviço de carro compartilhado: entenda o que é e como funciona

Entenda neste artigo o que é o serviço de carro compartilhado, o carsharing, que tem se tornado cada vez mais popular ao redor do mundo. É só continuar a leitura. 

O que é o serviço de carro compartilhado

O serviço de carro compartilhado, ou carsharing, é o aluguel de um veículo por algumas horas que pode ser feito entre empresas e consumidores ou de pessoa física para pessoa física.

Há uma estimativa do World Resources Institute de que até 9,8 milhões de pessoas usem o serviço ativamente até 2025. E de acordo com pesquisas realizadas na Califórnia, um carro compartilhado tira das ruas de nove a treze veículos.

Isso, obviamente, gera benefícios enormes não só para o meio ambiente, pois reduz a emissão de poluentes, como também auxilia o planejamento das cidades na diminuição de tráfego nas ruas. 

Como funciona o serviço de carro compartilhado

Imagine sair de casa a pé, acessar um aplicativo, solicitar um veículo e poder sair dirigindo em poucos minutos. É assim que funciona o serviço de carro compartilhado. Os clientes podem usar apps ou fazer reservas no site que vão de 1h a 48h. 

Os condutores podem pegar o automóvel em um posto de parada e retirar em outro, e nem sequer precisam pensar no combustível, que já vem nos pacotes de aluguel. 

As empresas pioneiras no segmento afirmam que o objetivo é chegar ao ponto dos usuários poderem pegar os carros nas ruas, liberando pelo aplicativo no momento em que saem para dirigir - mais ou menos como já vinha funcionando o serviço de aluguel de bicicletas e patinetes elétricos em algumas cidades brasileiras. 

Potenciais benefícios do serviço

O carsharing, para muitos, representa o fim de contas a pagar como combustível, seguro, IPVA e manutenções. Para outros, contudo, também é desistir do sonho de um automóvel próprio. Por isso, há tanto opiniões contra quanto a favor. 

Ainda assim, muitos argumentam a favor da flexibilidade e do conforto que esse serviço pode trazer para os usuários, além dos já citados benefícios ecológicos e organizacionais.

O status dos serviços de carro compartilhados no Brasil

No Brasil, o crescimento ainda é tímido. Existem startups como a Turbi e serviços de montadoras como o KINTO Share, da Toyota, que ainda se aproximam muito da locação de carros em períodos mais curtos. 

A Turbi começou em 2017 com 5 carros e em 2019 chegou à marca de 512. Atualmente, tem mais de 2 mil veículos registrados em mais de 500 estacionamentos da Grande São Paulo. 

Esse é um crescimento impressionante, considerando a ainda baixa capilaridade dessa solução pelas cidades brasileiras.

Além dele, há o Velo-City, que atua no Rio de Janeiro, com seis bases e cinco veículos em cada uma. Para fazer parte, é só baixar o aplicativo e realizar o cadastro com informações de CNH e cartão de crédito. 

Tudo é feito pelo aplicativo, da seleção do automóvel até o bloqueio após o uso. O grande diferencial do Velo-City para os outros modelos é o método de pagamento: as pessoas pagam pelos minutos de utilização, e não pelo aluguel em si. 

Outra forma de carsharing é o Blablacar, já mais popular, usado para caronas entre pessoas físicas - especialmente comum para viagens intermunicipais. 

Você deve apostar nessa alternativa?

A resposta é: depende. No momento, o carsharing funciona melhor como uma alternativa ao aluguel de carros convencional para momentos de lazer em viagens, já que ainda está muito restrito a grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro. 

Por isso, se vai viajar e não quer ir dirigindo, essa é uma solução: você pode escolher um veículo na cidade e usá-lo pelo tempo que achar necessário, podendo entregá-lo e buscá-lo entre suas atividades do dia sem ter que pagar estacionamento, por exemplo. 

Agora, se o que você quer é flexibilidade e autonomia de verdade, aí não tem jeito: um carro próprio ainda é a melhor opção. 

A princípio, mesmo que a ideia de um veículo pareça vir associada a diversos custos, a praticidade no uso de um automóvel ainda é imbatível. Os motoristas têm maior conforto no deslocamento, maior autonomia e ainda podem recuperar parte do dinheiro investido no carro ao vendê-lo posteriormente. 

Melhor alternativa para aquisição de carro

Quem está buscando por carsharing provavelmente está mais interessado no custo-benefício que a direção oferece do que em um automóvel específico ou algum valor agregado de um carro 0km.

Por isso, para quem quer um carro e não pode esperar o carsharing chegar à sua cidade, o ideal é procurar um seminovo. 

Os seminovos vêm em diferentes modelos e características, abrindo uma ampla margem de possibilidades para os motoristas. Por isso, basta saber procurar o carro que melhor atende suas necessidades e entrar em contato com a loja responsável. 

Até por isso, vale a pena reforçar alguns pontos:

  • evite vendedores particulares pelo risco de golpes;

  • faça uma consulta de histórico para saber de multas e parcelas atrasadas;

  • na dúvida, realize uma vistoria automotiva.

Quer mais informações sobre seminovos de qualidade e como adquiri-los? Fale com a equipe do Center Car.

VOLTAR AO INÍCIO