Leilão de veículos vale a pena? Entenda os principais riscos
17 mai

Leilão de veículos vale a pena? Entenda os principais riscos

Os leilões de veículos são uma grande oportunidade para a aquisição de um veículo bem abaixo do seu preço de tabela, mas existem grandes riscos ao escolher esse método de compra. 

Para entender melhor como funciona essa modalidade, montamos esse texto que te explica tudo o que você precisa saber sobre leilões e ajuda a decidir se o negócio vale ou não a pena. 

O que é leilão de veículo? 

Se você já ouviu falar ou participou de algum leilão, deve saber que os leilões de carros não são diferentes daqueles realizados para outros tipos de bens.

Sendo assim, as propostas começam com um lance inicial e os participantes aumentam o valor conforme o interesse, até que chegue a uma proposta final e o participante vencedor leve o carro para casa. 

Os leilões podem possuir diferentes configurações e motivos. Alguns carros são retomados por bancos, outros são revendidos por seguradoras por execução de contratos, outros são vendidos pelo governo como forma de fazer voltar às ruas automóveis anteriormente ligados a crimes ou acidentes. 

Existem diversos tipos de leilão, cada um deles para um tipo de situação e de público. Abaixo, explicamos os principais:

Leilões do governo

Esses leilões são organizados pelo Detran de cada estado com veículos apreendidos por débitos com o IPVA ou licenciamento, por exemplo. 

Após a apreensão, os proprietários têm um tempo para regularizem e buscarem o veículo, mas, caso isso não aconteça, o automóvel irá a leilão para liberar espaço nos pátios e quitar as dívidas. 

Os automóveis nesse caso podem estar em diferentes estados de conservação. É possível encontrar veículos em pleno funcionamento, com as revisões em dia e as peças originais, mas também é possível achar verdadeiras monstruosidades, carros com donos desleixados, sem manutenção, peças paralelas e muito mais. 

Leilão de bancos

Da mesma forma que é feita no Detran, os bancos leiloam os carros para quitar dívidas. 

Ou seja, quando o financiamento do carro não é pago, o banco responsável pela compra pode recolher o veículo. 

Esses automóveis também variam muito em qualidade. Podem estar perfeitamente conservados ou em grave estado de descaso. 

Como não há um prazo certo para os bancos tomarem os veículos inadimplentes, carros de leilão nesse caso podem estar em estado de seminovos ou usados. 

Leilão de seguradoras

Esse é o tipo de leilão que mais gera dúvida nos compradores sobre ser um não um bom investimento.

Os leilões de seguradoras são, geralmente, de carros recuperados de um roubo/ furto ou que passaram por algum acidente.

Nesse tipo de caso, é comum encontrar carros danificados ou com algum problema de funcionamento.

Muitas vezes, faltam peças, o motor não funciona ou itens estão incompletos, fazendo com que, além do investimento inicial para pagamento do leilão, também seja necessário pagar um bom mecânico para garantir que o carro volte a rodar com segurança. 

Esses costumam ser os modelos mais baratos do mercado, justamente por seu histórico mais delicado. 

Leilão de montadoras 

Esse tipo de leilão também gera bastante dúvidas, afinal ele consiste na venda de automóveis que estão tendo suas frotas renovadas ou sofreram algum dano no transporte. 

Por não poderem mais ser vendidos pela montadora, esses carros vão a leilão por preços abaixo do preço a fim de recuperar algum dinheiro da sua produção.

Quem não se importa com pequenos defeitos ou com modelos desatualizados pode aproveitar essa oportunidade. Mas justamente por se tratarem de situações mais pontuais, são menos comuns. 

Quais os perigos do leilão de veículos? 

Infelizmente, a lista de desvantagens em comprar um veículo em leilão é bem extensa, pois é bastante comum que os automóveis venham com diversas avarias.

E os problemas não ficam apenas no momento da compra. Exatamente pela desconfiança de muitos com carros de leilão, a revenda se torna extremamente complicada.

Por isso, quem foca nesse tipo de aquisição pelos baixos preços precisa entender que os automóveis não são revendidos pelo valor da tabela FIPE, ainda que sejam postos em excelentes condições de uso após o leilão.  

Além disso, o momento de realizar o seguro poderá ser uma grande dor de cabeça. Muitas seguradoras se recusam a fazer a cobertura ou cobram valores exorbitantes por ele, afinal, esses veículos são conhecidos por seus problemas e histórico delicado.

Outro ponto importante é que, justamente pelas promessas de valores muito abaixo do mercado e diferentes tipos de carros, são comuns os golpes e sites falsos. 

Assim, interessados em carros de leilão que não conhecem as instituições corretas e certificadas podem cair em esquemas criminosos, perdendo muito dinheiro no caminho. 

Quando vale a pena comprar um veículo em leilão? 

Como em toda compra, é preciso analisar muito bem os prós e os contras ao se comprar em leilão. 

Uma das maiores vantagens dessa compra com certeza está em seu preço. Nos leilões é possível adquirir um carro novo ou seminovo até 30% abaixo do seu valor de tabela. 

Algumas vezes, a depender do estado do veículo (em leilões do governo é possível adquirir carros muito danificados e baratos), são encontrados modelos com preços ainda menores.

Se o valor for muito abaixo do esperado para a compra e se não houver intenção de uma revenda próxima do carro, o leilão pode sim ser uma boa opção, mas vale lembrar que o tempo e dedicação para garantir uma rodagem segura com esses carros são fundamentais. 

Dicas para realizar uma boa compra 

Nem tudo está perdido! Existem algumas maneiras de evitar prejuízos ao comprar um carro em leilão. Uma delas é saber qual o tipo de leilão que você participará. 

Como dito acima, existem vários tipos de leilão e alguns deles são mais “perigosos” que outros, no sentido de acabar comprando um carro danificado. 

Os de menor risco são os leilões de montadora, já que a venda se trata de carros do próprio fabricante, e os de maior risco são os das seguradoras. 

Verifique informações sobre o organizador, como seu histórico no ramo e reclamações de outras pessoas que já compraram em seus leilões. 

Uma outra forma de prevenir infortúnios é contar com um mecânico de confiança. Geralmente as organizadoras de leilão deixam o carro exposto por alguns dias antes do evento, onde é possível avaliar o carro. 

Assim, se possível, evite leilões online, já que a chance de acessar sites suspeitos é muito maior. Podendo ir presencialmente ao local, você consegue ter mais garantias e mais certeza do negócio que está realizando. 

Conte com o Center Car 

Na dúvida sobre a segurança da compra de um carro em leilão? Conte com o Center Car para adquirir seu seminovo com tranquilidade! 

Aqui você não precisa lutar para encontrar um automóvel que caiba no seu orçamento e que esteja disponível para você. Temos mais de 600 veículos disponíveis em 24 lojas especializadas com vendedores preparados para te atender. 

 

Quer saber mais? Acesse nosso site ou faça uma visita: Av. Deusdedith Salgado, 3600 - Juiz de Fora.

VOLTAR AO INÍCIO