Seguro para carros usados: saiba como funciona e por que contratá-lo
6 abr

Seguro para carros usados: saiba como funciona e por que contratá-lo

Comprou um carro usado ou seminovo e quer garantir que vai poder rodar com ele com muito mais segurança? Saiba como funciona um seguro para carros usados e por que ele é importante - mesmo que muitas pessoas não saibam ainda. 

Por que contratar um seguro automotivo em primeiro lugar?

Seguros automotivos ainda não são unânimes entre os motoristas. Segundo a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), apenas 30% dos automóveis em circulação contam com seguros. 

Ou seja, a maioria dos veículos segue desprotegida enquanto roda.

E isso é um risco, pois acidentes podem acontecer com qualquer um, em qualquer lugar, por diversos motivos. Além disso, os seguros não protegem apenas contra os sinistros, mas também incluem indenizações, revisões, assistência, carros reservas e muito mais.

Por isso mesmo o nome é bem direto sobre o benefício que trazem. 

Os seguros protegem você, sua família e as pessoas em outros veículos no caso de acidentes com colisões. 

Também garantem ressarcimento completo no caso de furtos de veículos, panes elétricas, perda total por alagamento (em alguns casos) e outras coberturas mais. 

Qual a diferença do seguro de carros usados?

Muitas pessoas acreditam que o seguro de carros usados não é possível ou muito complicado. Mas isso não é verdade. E esse erro de entendimento faz com que milhões de veículos rodem sem proteção pelas ruas e estradas do Brasil.

Outro pensamento comum é o descaso quanto à necessidade do seguro para esses automóveis. Muitas pessoas pensam que não devem contratar um seguro para seminovos ou usados porque “não vale a pena” o investimento. 

Mas a verdade é que os carros usados possuem seguros mais acessíveis quando comparados aos novos (a depender das modalidades), e se pegarmos 2 carros do mesmo modelo com apenas alguns anos entre eles, a diferença fica clara. 

E aqui vai uma dica valiosa: estude bem qual seguradora irá contratar. Algumas optam por não fazer esse tipo de cobertura porque afirmam que os veículos usados ou seminovos apresentam maiores chances estatísticas de ter problemas técnicos. 

Nós sabemos que isso não é verdade quando os carros contam com manutenções preventivas regulares e boas práticas de uso e cuidado, mas essa visão sobre eles ainda persiste até hoje. 

Na prática, as regras para precificação do seguro de carro usado ainda levam em consideração o valor do veículo pela tabela FIPE, características dos motoristas e locais de circulação e estacionamento. 

Restrições para seguro de carros usados

A principal restrição nesse caso está relacionada ao ano de fabricação do veículo. Por conta do argumento de desgaste, mudança de mercado e segurança no trânsito, há uma regra para utilização dos automóveis de 10 a 15 anos em território nacional. 

Assim, o tempo de uso, deslocamento, dificuldade para achar peças, mudança nas normas de segurança vigentes e outros fatores estabelecem um limite legal para as seguradoras optarem por esse tipo de cobertura. 

Mas há ainda um outro fator relevante: carros fabricados fora do país e importados para venda costumam ter defasagem maior no mercado e maior dificuldade para manutenção e cuidado, fazendo com que o limite seja de 5 anos da data de fabricação. 

Seguro para antiguidades automotivas

Antiguidades são carros antigos considerados relíquias ou que pertencem a colecionadores especializados. É muito comum que ultrapassem o teto de 10 anos e sejam retratos históricos da indústria automobilística mundial. 

Por suas características únicas e estarem fora de fabricação há muitos anos, pode ser muito difícil enquadrá-los em coberturas automotivas tradicionais. Mas existe o seguro não compreensivo que oferece alguma cobertura, ainda que com limitações.

No geral, essa modalidade protege apenas contra furtos e roubos, tratando o carro como um patrimônio físico mais do que como um veículo em si. Mas é possível acrescentar alguns serviços adicionais de assistência 24h, chaveiros, guinchos e outros mais.

Como exatamente escolher o melhor seguro?

E como selecionar o seguro certo para seu automóvel usado ou seminovo? Nós damos algumas dicas abaixo:

  1. Pesquise pela reputação da seguradora: Acesse sites como o Reclame Aqui e procure pela opinião de outros clientes nas redes sociais para saber o que as pessoas andam falando sobre a empresa;

  2. Contrate seguro para o que realmente precisa: Não se precipite em contratar coberturas excessivas, você pode acabar comprometendo seu orçamento. Além disso, também não deve deixar de lado alguns serviços essenciais e mais importantes só para economizar a curto prazo.

  3. Analise o contrato com calma: A gente sabe que na busca por maior segurança ao dirigir é importante ser objetivo, mas não tome decisões precipitadas e, principalmente, não assine o contrato sem ler com calma. 

Antes do seguro, é necessário encontrar um seminovo ou usado de qualidade

Aqui no Center Car você encontra os melhores veículos seminovos ou usados do mercado. Acesse nosso site agora mesmo e confira as mais de 600 oportunidades disponíveis. São modelos de hatchs, sedans, utilitários, caminhonetes e SUVs disponíveis em modelos, cores e anos. 

E, para melhorar, você já sai daqui com seu carro segurado. A Manager Seguros é uma empresa especializada em seminovos e tem atendimento de excelência para garantir que todas as coberturas necessárias sejam adicionadas para você rodar com segurança. 

 

Seminovo de qualidade é no Center Car!

VOLTAR AO INÍCIO