Consórcio de seminovos: como funciona e cuidados necessários
11 nov

Consórcio de seminovos: como funciona e cuidados necessários

Quem está na procura de um novo carro sabe que uma das primeiras preocupações é o método de pagamento. Afinal, não é possível adquirir legalmente um veículo sem pagar por ele. Existem três principais métodos de pagamento de automóveis, mas hoje iremos focar no consórcio de seminovos e suas especificidades.

Confira abaixo como essa modalidade de pagamento se diferencia do financiamento e do pagamento à vista, e entenda como um consórcio para carros seminovos é diferente de um consórcio para veículos 0km.

Como funciona o consórcio de carros?

O consórcio é uma forma de pagamento parcelado similar ao financiamento, com uma prestação mensal paga junto de um valor mensal a uma empresa. Contudo, a principal diferença está nas taxas e juros que o consórcio não tem. 

Enquanto no financiamento é como se a instituição financeira contratada realizasse o pagamento integral do veículo e você então passasse a pagar a instituição (e não o dono do objeto adquirido) em si, no consórcio há como um clube de compra em que o número de participantes e valor da parcela equivale mensalmente ao valor de um objeto para compra.

Para melhor esclarecer, vai aqui um exemplo direto: imagine que você quer comprar um automóvel por financiamento. Ao selecionar essa opção, o banco ou instituição financeira paga à vista pelo carro e você depois passa a pagar parcelas ao banco.

No caso do consórcio, vamos supor que esse carro seja R$100.000,00. Se as parcelas são de 1.000 reais por mês, o consórcio é composto por 100 pessoas e terá duração de 100 meses. Todos os meses um membro é sorteado para ser contemplado e recebe uma carta de crédito com a qual pode realizar a aquisição do bem.

Mais detalhes sobre o consórcio de carros

O sorteio não é a única maneira de contemplação no consórcio, existe ainda o leilão/lance e a compra de cartas contempladas. O leilão ocorre em algumas empresas como forma de aumentar o número de contemplações mensais, em que os interessados podem dar lances pela carta de crédito do grupo. 

E essa carta de crédito, a carta contemplada, depois de adquirida pode ser negociada independentemente. Por isso, algumas pessoas optam por comprar a carta contemplada para adquirir determinado objeto, no caso deste artigo, especificamente, um carro.

Mesmo que um membro seja contemplado no primeiro mês, ele deve continuar pagando suas mensalidades até quitar completamente o valor do veículo. Algumas pessoas optam por adiantar mensalidades e agilizar o processo. 

Por conta do modelo de aquisição de veículos, o consórcio possui bem menos taxas e sem juros envolvidos. No geral, estão inclusas a taxa de manutenção da empresa responsável, uma taxa para suprir inadimplência e mais um ou dois valores relacionados à estruturação financeira do consórcio para evitar problemas (como seguros contra fraudes e relacionados).

Para ser sorteado, o membro não pode estar inadimplente com o consórcio.

Diferenças do consórcio de seminovos

O consórcio, para funcionar, depende da escolha, logo no começo, de qual será o objeto contemplado. Ou seja, é necessário selecionar o veículo de referência para a carta de crédito. Caso haja flutuação de preço (subindo ou baixando), algumas condições especiais se aplicam.

Além disso, é possível, em alguns casos, selecionar outro objeto para contemplação. Vamos supor que você escolha um modelo de carro que, no começo do consórcio, esteja a 100 mil reais. Contudo, com o tempo, você opta por um automóvel de 80 mil reais diferente daquele no contrato. Para ter a aquisição autorizada, será necessário conversar com a administradora do consórcio. 

E no caso de seminovos, algumas administradoras não permitem que o carro escolhido tenha mais que cinco anos de uso. Um fator de muita importância na hora de planejar sua entrada no projeto. 

Além disso, outras administradoras ainda forçam a escolha de um seminovo mais caro que a carta de crédito, obrigando um pagamento de taxas extras para adquirir o veículo.

Portanto, não feche o negócio com pressa. Leia as cláusulas do contrato com calma, pesquise várias empresas e tire suas dúvidas. 

Uma outra diferença interessante do consórcio de seminovos é que algumas empresas não exigem a escolha do carro ou modelo antes da contemplação.

Benefícios do consórcio de seminovos

O principal benefício do consórcio está nas menores taxas de serviço quando comparado a outras linhas de financiamento, como o Crédito Direto ao Consumidor (CDC) que possuem juros e muitos valores acumulados. 

Muitas vezes, o valor dos juros das mensalidades ultrapassam os valores dos veículos. E há ainda outro aspecto interessante sobre os consórcios: a maior facilidade na aprovação. Para quem não tem muito crédito ou tem dificuldade no planejamento financeiro, essa é uma forma interessante para adquirir um veículo, já que as parcelas do consórcio são mais fáceis de seguir e pagar. 

E tratando de seminovos, o valor do automóvel será automaticamente mais baixo que as versões 0km das concessionárias. Ou seja, é possível garantir um carro de qualidade, por um preço justo e com baixas taxas afetando o valor final do veículo depois do pagamento. 

Conclusão sobre consórcio de seminovos

Enquanto os consórcios envolvem o aspecto financeiro da aquisição de um veículo, existem ainda outros fatores importantes, como a documentação e a escolha do automóvel em si. 

Caso queira saber mais sobre a escolha do seminovo ideal, acesse nosso blog e confira nossos artigos. 

 

Agora, se você quer escolher um seminovo de qualidade, acesse nosso site e veja as mais de 600 opções disponíveis!

 

VOLTAR AO INÍCIO