Como consultar o histórico do veículo e qual sua importância?
6 out

Como consultar o histórico do veículo e qual sua importância?

Comprar um carro seminovo exige planejamento e boas práticas. Neste artigo, iremos explicar como consultar o histórico do veículo e qual a importância dessa pesquisa antes de qualquer aquisição. 

Análise de histórico privada

Antes de passarmos o passo a passo para uma consulta manual de histórico, é importante observar que existem empresas especializadas nesse tipo de serviço e que fazem todo o processo de busca. 

Dessa forma, economiza-se tempo. Contudo, nem todos podem arcar com o serviço e, caso sejam analisados diversos automóveis na hora da decisão de compra, os valores podem se acumular.

Ainda assim, para quem não dispõe de conhecimento sobre automóveis ou não quer realizar a tarefa, a vistoria cautelar pode ajudar bastante.

Riscos da compra de carro de particular

Consultar o histórico do carro é importante porque, como já explicamos no artigo sobre o risco de compra de veículos de particular, ainda são comuns fraudes e golpes na venda de automóveis. 

Os principais riscos são:

  1. Pendências na documentação;

  2. Sem garantias no pós-venda;

  3. Origem duvidosa do veículo;

  4. Fornecer dados pessoais para desconhecidos;

  5. Menor possibilidade de negociação.

Por conta disso, o ideal é comprar um carro seminovo em loja reconhecida e com boas referências, visto que esses locais costumam realizar as próprias consultas sobre os veículos, tanto na parte de documentação quanto na conservação do automóvel.

Como consultar o histórico do carro

Abaixo, os principais pontos de consulta para uma aquisição mais inteligente. 

Restrições no DETRAN

O primeiro ponto para consultar o histórico do carro envolve analisar se o mesmo conta com algum tipo de bloqueio ou restrição na documentação. 

Existem sites que realizam essa consulta mediante pagamento de taxa. Normalmente é necessário informar o número da placa, do RENAVAM e, em alguns casos, do chassi. 

Um sinal de alerta importante é haver recusa de entrega das informações por parte do atual proprietário do veículo. Afinal, caso as informações não sejam repassadas, ele pode estar querendo esconder algo. 

Depois de verificar quais são as restrições registradas no DETRAN, é importante descobrir qual o bloqueio, custo e afins - e pesar se enfrentar as restrições pelo carro em questão vale a pena. 

Outra restrição comum é o gravame. Você pode saber mais sobre o tema neste blog aqui.

Multas e pendências

Aqui, é importante avaliar:

  • multas não quitadas;

  • multas suspensas;

  • atraso no licenciamento;

  • pagamento de IPVA;

  • registro de sinistro na Seguradora;

  • acidentes;

  • leilões.

Essas informações estão disponíveis gratuitamente no site do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Basta acessar a página e inserir os dados do site. Alguns DETRANS estaduais possuem a mesma funcionalidade. 

Importante ressaltar que, no caso do Denatran, existe um limite de 5 consultas por dia. 

 

Histórico de revisões

Não adianta comprar um seminovo com baixa quilometragem e achar que está fazendo um bom negócio. É necessário avaliar, além desse aspecto, as condições de conservação do automóvel a partir das revisões. 

Nesse caso, deve-se ler o manual do modelo e conferir a periodicidade obrigatória de manutenções, verificar se foram realizadas e checar os pontos de fácil aferição visual: óleo, líquido de arrefecimento, estado das correias, entre outras coisas. 

Para aspectos mais detalhados, peça para rodar com o carro e leve-o a um mecânico de confiança. O profissional poderá gerar um relatório mais detalhado sobre o estado do automóvel.

Também na oficina é possível perceber se houve troca das peças originais. Apesar de não ser necessariamente um sinal vermelho na compra, essa substituição de partes abaixa o valor do carro. 

Histórico de leilão

Existem leilões de variados tipos, então não dá para bater o martelo e dizer que qualquer carro de leilão é um problema. 

Mas, de maneira geral, os carros de leilão são caixas de Pandora - podem ter de tudo. Por isso, confira o registro do leilão na hora de consultar o histórico do carro e entenda quais foram os fatores que levaram a esse tipo de negociação.  

Pesquisa na CIRETRAN

Utilize o Certificado de Segurança Veicular do modelo para fazer uma consulta no CIRETRAN, a Circunscrição Regional de Trânsito. 

Essa pesquisa exibe os acidentes no passado que podem estar ocultos sob pintura ou restauração de lataria. 

No geral, todos os registros de acidentes, batidas e outros sinistros estão no CIRETRAN. Basta pesquisar pelo CIRETRAN no Google para ser redirecionado à página do seu estado.

Cotação prévia de seguro

Carros seminovos também precisam de seguros. Mesmo assim, muitas seguradoras não trabalham com veículos sinistrados, de leilão ou com restrições.

As que fazem isso costumam aplicar um percentual sobre a FIPE, e não no valor integral da FIPE. Ou seja, o veículo corre o risco de não ficar completamente coberto pela solução, então muita atenção na sua escolha - tanto em modelo quanto em carro específico. 

Um automóvel com restrições, com histórico de acidente, que não terá seguro completo, dificilmente será uma boa aquisição pessoal. 

Onde mais consultar o histórico do carro?

Ao realizar a transferência de um veículo, o DETRAN também faz uma vistoria para avaliar e verificar aspectos de conservação do automóvel, bem como equiparação com a descrição nos documentos. 

Contudo, essa etapa final só ocorre depois da negociação. Por isso, no momento da sua decisão de compra, faça uma consulta de histórico profunda e dedicada. 

Uma maneira de evitar aquisições inconsequentes de seminovos é escolher lojas e estabelecimentos de confiança, fugindo das negociações particulares. 

 

Compre o seu seminovo no Center Car, o maior shopping de carros da região!

 

VOLTAR AO INÍCIO