Carro parado na garagem: cuidados especiais para evitar problemas
1 jul

Carro parado na garagem: cuidados especiais para evitar problemas

Veículos são projetados para circularem com frequência, mas em situações como o atual isolamento social ou férias ou viagens para o exterior, eles podem ter que ficar sem usar por longos períodos. O problema é que isso pode provocar algumas dores de cabeça nos donos ao tentar religá-los, caso alguns cuidados não sejam tomados.

Se você já deixou o carro parado na garagem por algumas semanas, sabe os problemas que isso pode gerar: a bateria descarrega, a gasolina vence, o ar-condicionado perde a eficiência, pneus se achatam, sistemas de embreagem e feios podem se colar e, ainda, algumas funções importantes podem ser desprogramadas.

Para evitar que esses problemas ocorram com você e o seu veículo, preparamos este artigo com cuidados especiais que devem ser tomados quando seu carro está parado na garagem por muito tempo. Continue a leitura e confira nossas dicas!

 

O que deve ser feito antes de deixar o carro parado na garagem por muito tempo?

Primeiramente, vale lembrar que, se o carro estiver com a manutenção em dia e for ficar sem uso por um período de até 3 semanas, não há motivo para preocupação. Mas, se o carro ficar parado na garagem por mais de 20 dias, a primeira providência a ser tomada pelo motorista deve ser a limpeza completa do veículo.

Aqui no Blog do Center Car, já preparamos um artigo completo sobre como higienizar o seu veículo durante a quarentena, mas outros cuidados também devem ser tomados se o carro não estiver em uso:

• faça uma limpeza completa no interior do carro para remover sujeiras como poeira e restos de alimentos, que podem levar à proliferação de fungos e bactérias;

• mantenha as hastes dos limpadores de para-brisa levantadas para que não deformem e ressequem, prejudicando seu efeito de raspagem;

• lave bem o exterior do carro para que o acúmulo de poeira não prejudique a lataria e a pintura;

• verifique a situação do óleo no motor do carro, para evitar problemas mecânicos.

 

Tanque cheio ou vazio?

Com o carro parado na garagem por muito tempo, um problema que pode ocorrer é a degradação do combustível no tanque e a absorção de umidade. Para reduzir os danos nesse caso, quanto mais cheio o tanque, maior é a proporção de combustível protegido.

Porém, há um outro ponto a ser observado: o prazo de validade da gasolina ou etanol. As características químicas desses produtos se mantêm por um período, mas, após um mês, o combustível já começa a perder qualidade e três meses costuma ser o prazo máximo seguro.

Além disso, a água presente nos combustíveis também tende a se concentrar no sistema de escape quando o carro está parado por muito tempo. Isso pode ocasionar danos como a corrosão do abafador do escapamento, incluindo o silenciador e o catalisador.

Por isso, o recomendado é que o motorista mantenha o tanque com uma quantidade de combustível equivalente a quinze dias de uso (ou meio tanque), para evitar a degradação do produto e, ao mesmo tempo, permitir o reabastecimento quando o veículo voltar a ser utilizado.

 

Mantenha os pneus calibrados

Quando ficam parados por muito tempo, os pneus podem sofrer deformações devido à sua composição de borracha e cinta interna de metal. É que, com o pneu murcho, a cinta, que tem o objetivo de garantir resistência e dimensões corretas, perde seu formato original e se “acomoda” à base reta.

Essa deformação vai provocar trepidações quando o carro voltar a ser movimentado e, consequentemente, vai haver perda do balanceamento. Mas, para evitar isso, a recomendação é calibrar os pneus com pressão entre 20% e 30% maior que a usual antes de deixar o carro parado na garagem por muito tempo, dessa forma, eles vão demorar um pouco mais a murchar.

 

Rode com o veículo periodicamente

Nesse período de isolamento social ou em situações de férias em que você esteja em casa, procure sair de vez em quando com o seu carro. Mas atenção! Não basta apenas ligar o motor com o carro parado na garagem. O ideal é rodar por ao menos 5km a cada 15 dias.

Os benefícios dessa ação são muitos, veja só:

• itens da transmissão e caixa de direção em movimento mantêm seus componentes lubrificados;

• a embreagem não fica “colada” por excesso de umidade pela falta de uso (também não adianta colocar um peso sobre o pedal, pois isso pode provocar a fadiga da mola);

• o óleo e o líquido de arrefecimento em uso garantem que o motor seja protegido do atrito entre as peças móveis e mantenha sua temperatura ideal de funcionamento, consequentemente, gerando energia para que a bateria não descarregue.

 

Evite que a bateria descarregue

Sem dúvidas, a parte que mais sofre com o carro parado na garagem é a bateria. É que, mesmo quando não estão em uso, os veículos têm diversas fontes que consomem energia, como os sistemas de alarme e segurança, LEDs de alerta e eletrônicos, que se mantêm em stand-by. Em compensação, a bateria não se recarrega, já que não está sendo usada. Por isso, após um tempo, sua carga pode acabar, fazendo com que o motorista não consiga dar partida no carro.

Caso o veículo vá ficar realmente muito tempo parado e não tenha como usar de maneira nenhuma (por exemplo, se os donos vão fazer uma longa viagem sem ele), especialistas recomendam que a primeira ação preventiva seja desligar o cabo negativo da bateria. Dessa forma, o consumo de todos os sistemas eletrônicos vai se romper, fazendo com que a carga da bateria dure mais tempo.

Porém, é importante considerar que, ao fazer isso, as memórias e programações do sistema eletrônico vão se desconfigurar, incluindo o relógio do painel de controle. Além disso, o alarme também vai ficar desativado, então, é aconselhável que o carro esteja em um local seguro.

Desconectar o cabo negativo da bateria também não é recomendado no caso de alguns modelos, especialmente importados, cujos sistemas eletrônicos sejam em código, que dificultam sua reconfiguração. Portanto, sempre consulte o manual do veículo antes de fazer isso.

 

Quais cuidados tomar ao voltar a usar um carro que ficou parado muito tempo?

Muito tempo se passou com o carro parado na garagem, mas chegou a hora de voltar a rodar com ele. Quais são as providências que devem ser tomadas para que os próximos passeios sejam feitos com segurança? Confira a lista abaixo:

• reconecte o cabo negativo da bateria e reconfigure o sistema eletrônico;

• recalibre os pneus conforme a indicação no manual do fabricante, para um bom balanceamento;

• abasteça o veículo com um combustível novo;

• faça uma limpeza no ar-condicionado ou troque seu filtro, para evitar a proliferação de fungos, bactérias e outros micro-organismos que podem causar problemas respiratórios;

• troque o óleo do motor, caso o carro tenha ficado parado por mais de seis meses;

• se o período em que o veículo ficou parado for superior a um ano, é aconselhável fazer uma manutenção completa com um mecânico, pois pode se fazer necessário substituir determinados fluidos e peças, como as correias e mangueiras.

Aqui no Center Car, você encontra serviços automotivos em Juiz de Fora com qualidade e segurança para deixar seu carro pronto para voltar à ativa! E, para se manter atualizado sobre temas relacionados a cuidados com o veículo, dicas de manutenção e como fazer um bom negócio ao comprar o seu carro, continue acompanhando nossos conteúdos no blog e faça parte da nossa lista de e-mails.

VOLTAR AO INÍCIO