7 detalhes para ficar atento ao comprar um carro usado e evitar a dor de cabeça
28 mai

7 detalhes para ficar atento ao comprar um carro usado e evitar a dor de cabeça

Por trás da fala macia e do excesso de qualidades anunciadas por alguns vendedores de lojas de carros usados, podem se esconder inúmeras imperfeições ou defeitos graves do veículo à venda. Uma boa solução para não ser passado para trás, é pedir a companhia de um mecânico de sua confiança para auxiliar na inspeção do automóvel desejado. Mas, como sabemos que nem sempre é possível, apresentamos a você alguns dos truques usados por lojistas mal-intencionados para te deixar esperto no momento da compra do seu carro usado.

 

1 - Ruídos no câmbio

Consertar um câmbio costuma ser caro. Diante disso, alguns espertinhos colocam pó de serragem para disfarçar os ruídos antes de passar o carro adiante. O câmbio ficará um pouco mais duro, porém a maior parte dos rangidos vai sumir na hora de realizar as trocas de marcha.

 

2 - Óleo viscoso

Diante da perda de compressão do motor ou ao identificarem sinais de vazamento, alguns lojistas que utilizam um recurso difícil de ser detectado: a adição de óleo lubrificante bem mais viscoso do que o previsto no manual do proprietário para preencher as folgas internas e evitar que o lubrificante suba para a câmara de combustão e gere uma fumaça escura. Aqui, o comprador só descobre o truque se tiver a audição bem apurada para identificar pequenas batidas diferentes no motor, que lembram um “tec-tec” de motores diesel.

 

3 - Lavagem do motor

Mandar lavar o motor de um carro usado para deixá-lo com a aparência perfeita é outra estratégia para encobrir vazamentos. Inclusive, a lavagem periódica não é recomendada, a não ser em casos extremos como enchentes ou uso severo fora da estrada, pois a água pode danificar componentes eletrônicos. Prefira optar por um carro cujo motor esteja sujo de poeira e terra, indicativo de que possivelmente ele nunca foi aberto.

 

4 - Adesivagem

O truque de adesivagem é utilizado em alguns lugares para mascarar o uso ou até mesmo acidentes. Por isso, cuidado ao se deparar com carroceria com adesivos ou totalmente envelopada. Películas foscas também podem estar presentes para esconder arranhões na lataria, desgaste na pintura ou ferrugem.

Tenha em mente que, quanto mais rodado o automóvel, maior a chance desses elementos terem sido colocados de forma estratégica para disfarçar defeitos.

 

5 - Tinta emborrachada

O interior do porta-malas dos veículos era revestido, até os anos 80, por “quantil”, uma tinta emborrachada com propriedade fonoabsorvente. Contudo, se atualmente você encontrar um carro com essa tinta, tome cuidado, pois ela pode ter sido utilizada para cobrir marcas de solda ou consertos em geral na parte interna da lataria de um carro usado.

 

6 - Retoque na pintura

Se você vir um carro antigo com pintura muito lisa e brilhante, desconfie. A tinta pode maquiar o uso de ceras que ajudam a aplacar diferenças causadas por repinturas malfeitas. Tal artimanha só costuma ser percebida na próxima lavagem do veículo, logo, fique atento à carroceria em busca de riscos encobertos. A simples passagem de um lenço de papel já é suficiente para remover a cera e revelar o defeito na tinta.

 

7 - Revestimento do volante e alavancas

Nenhum carro usado com mais de três anos apresenta volante ou alavancas com revestimento de carro novo, pois o couro é um material que se desgasta com facilidade, ainda mais dado o constante contato da mão com essas peças. O aspecto de recém-saído da loja pode ser uma estratégia para ocultar que elas estão muito desgastadas, podendo revelar que o veículo tem quilometragem muito maior do que a informada, tome cuidado.

 

Gostou das dicas? Por isso é importante comprar com empresas de confiança. E no Center Car você encontra garantia e o carro dos seus sonhos. Confira os mais de 600 carros usados do nosso estoque, todos revisados criteriosamente, e comprove!

VOLTAR AO INÍCIO